21 de dez de 2007

As outras ganhadoras!!!

Como não conseguimos escolher só 5, presentearei 6 histórias…

Thama Otsu

Affff
Difícil p/ mim contar uma coisa só mas....essa é verídica e bem legal.
Pois bem...
Eis que eu aceitei acompanhar meu marido em uma aventura rumo ao Japão!!!!Depois de um tempinho que eu já estava por lá, resolvemos conhecer algumas lojas de departamentos(DEPATOS como são conhecidos por lá).
Meu marido se chama Renato, e eu carinhosamente o chamo de Rê.Então qdo eu achava algo interessante, eu o chamava p/ ver, e quase sempre estavamos longe um do outro e eu gritava:
Rêêêê....vem ver que lindo
E todos os japoneses me olhavam de um jeito estranho, e eu pensava comigo, já sou uma estranha aqui e ainda grito, eles olham meio feio....hehehehe.
Mas um dia , estávamos com meu sobrinho, e a cena se repetiu, e logo que eu gritei e chamei o Rêêêê...o sobrinho me disse:
Tia fala isso baixo porque "Rê" em Japonês quer dizer PUM, e não é bom ficar falando alto.ahahahahahahaha.
Conclusão a japonezada achava que eu fazia pum no meio da loja e ainda chamava o marido p/ ver!!!!ahahahahahahaha.
Rimos muito com essa história e eu procurava ter mais cautela ao chamar o maridão, e ver aquelas caras de japas espantados com meus gritos de PUM!!!!!!!
Cada mico que a gente paga fora do País né!!!!



Tati Tinoco

Bom, estava no último ano da faculdade era dia de eleições do Diretório Acadêmico e estava todo mundo na porta da faculdade com panfletos, camisetas etc.
Eu naquele ano não estava mais concorrendo a nada pq já tinha dado a minha contribuição por muito tempo e queria mesmo era me formar, mas todo mundo me conhecia.
Como todos os dias, o meu namorado me deixou na porta da faculdade pq eu estava de salto alto e não ia subir do estacionamento até lá a pé, né?
Naquele mês eu tinha emagrecido um pouco mas mesmo assim coloquei uma saia cinza que eu amava. Desci do carro cheia de livros (os meus e os dele) na mão.
Ele esperava eu atravessar na frente do carro pra não ter problema, então quando estava no meio da rua, a galera toda me olhando, cheia de livros... minha saia caiu!! Isso mesmo a minha saia caiu!! Eu não sabia se jogava os livros e puxava a saia, se continuava atravessando e isso pq nem quis olhar pra cara do namo pra ver como ele estava. Imagina a cara da galera toda na porta... foi uma zona. Sorte que tinha uma menina passando do meu lado e ela segurou os meus livros, mas eu tive que ouvir muuuuitos dias a história da saia. Ainda bem que eu estava com uma calcinha bonitinha!!



Simone Beniste

Meu marido comprou uma impressora para instalar na loja de um cliente, mas pouco tempo depois deu defeito. Ele descobriu que a troca só poderia ser efetuada se devolvesse na caixa, mas o cliente já havia jogado a mesma fora.
Uma semana se passou e nenhuma solução... O desespero de arcar com o prejuízo já havia se instaurado... até que um dia, eu tive uma idéia: Falei pro meu marido para olharmos nas lixeiras e ruas na tentativa de encontrar uma caixa semelhante. Era praticamente como procurar uma agulha no palheiro, mas lá fomos nós... Do contrário arcaríamos com o prejuízo de uma impressora nova.
Dois dias de procura e pasmem!!!! Vimos um mendigo dormindo e usando uma caixa muito semelhante para se cobrir. Segue abaixo o diálogo entre nós e o mendigo:
Eu e meu marido: Boa noite! O senhor poderia nos dar uma ajuda?
Mendigo: Depende.... A essa hora pedindo ajuda boa coisa não é!
Eu e meu marido: Calma, senhor. Nós gostaríamos de saber se o senhor não daria essa caixa de papelão para a gente em troca de um dinheirinho...
Mendigo: Vocês querem roubar o meu COBERTOR?
Eu e meu marido: Não! Imagina. Vamos explicar melhor: Nós gostaríamos de comprá-lo.
Mendigo: A pessoa não pode mais dormir em paz. Vem um casal de bacanas e chega do nada pra levar minhas coisas. Vocês não são assombração não né?
Eu e meu marido: Que isso, meu senhor. Somos pessoas de bem, a caixa é importante para nós. Tome aqui 2,00 para o senhor beber alguma coisa.
Mendigo: Escuta aqui, essa caixa é meu cobertor! Vale mais do que esses 2,00 reais aí. Ta pensando que foi fácil encontrar esse tesouro?
Eu e meu marido: Então tome 5,00 reais e não se fala mais nisso.
Mendigo: Acho que os bacanas ñ estão entendendo. Eu não tô a fim de passar frio essa noite. Nada feito. Vão dormir! O mal de vc´s é sono!
Eu e meu marido: Então tome 10,00 , pronto. Agora dá para o senhor tomar um café, comer alguma coisa...
Mendigo: E eu me cubro com o que? Com essa nota de 10,00??? Os bacanas já dormiram na rua pra saber como faz frio? Se manda! Eu to com sono e amanhã tenho que acordar cedo.
Eu e meu marido: Mas o senhor não vai conseguir vender essa caixa por esse preço em lugar nenhum. Faça essa caridade.
Mendigo: Mas quem disse que eu vou vender a caixa? Vc´s são surdos? Eu vou me cobrir com ela! Só tem doido nesse mundo! Foi o Zé que mandou vc´s aqui né? Isso é coisa do Zé!
Eu e meu marido: Precisamos da caixa! Nem sabemos quem é Zé. Por favor, nossa última oferta é essa: 20,00. Não temos mais nada na carteira.
Mendigo: 20,00? (depois de vários resmungos incompreensíveis) Acho que dá... Vou quebrar o galho. Mas é só hoje hein??
Eu e meu marido: Muito obrigada! O senhor nos ajudou muito.
Mendigo: Ajudei, mas vou dormir no frio!!! Não faço isso pra qualquer um não hein! Vc´s deram sorte!!

E essa é a minha historinha verídica! Na hora foi um sufoco negociar com o mendigo, mas depois rimos muito com as coisas que o mendigo nos disse.... Até hoje as pessoas nos pedem para contar essa história!



Gigi Angelo

Na minha vida universitária contam- se ás vezes, que não cheguei atrasada às aulas.Chegava com zíper aberto, meias uma de cada par,rosto com pasta de dente... E num sábado de manhã pra não mudar a história, tava eu saindo correndo do carro (ahhh e eu ia dormindo... e meu marido me deixava lá e me buscava)Bom, então voltandom pulei do carro e fui voando e ainda estava longe do prédio quando lembrei de conferir como eu estava, que por encrível que pareça naquele dia eu estava arrumada !!!! É quase.... se não fosse o vento forte que desarrumou todo meu cabelom aquele vento que vem e joga todo o cabelo pra frente aí vem outro vento e joga pros lados e pra tras ...Bom foi esse furacão que passou na minha vasta cabeleira e quando digo vasta é de verdade!!
Desamparada de espelho fui arrumando do jeito que dava não queria mais perder tempo então tive a Brilhante idéia me olhar num carro insulfilmado pronto resolvido cheguei perto de um e comecei a me olhar arrumei cabelo peguei meu pentinho dentro da bolsa e escovei rapidamente como já tinha aberto a necessarie peguei meu brilho comecei a passar então cheguei mais perto pra olhar e não borrar... Quando me assustei ,aliás gritei !!Surtei de vergonha!! um casal estava dentro do carro terminando um beijo ou sei lá o quê a menina com uma cara feia abriu o vidro , colocou o rosto pra fora e perguntou com tom nada polido : -Tá gostando de assistir é?? não disse nem A nem B sai correndo tomei um tropeção e cheguei na sala de aula como das outras vezes TODA DESARRUMADA rsrss mas nunca mais usei estes carros espelhados como espelho.



Helô Scarantino

Quando minha filha Larissa tinha 1 ano fomos para Salvador e, num belo dia, estávamos naquela vida dura: adultos curtindo a praia, as crianças brincando na areia quando pedi ao meu marido que tirasse uma foto. Como ele é perfeccionista, não bastava tirar uma foto, tinha que se 'A FOTO'. Então ficamos (eu e minha cunhada) um tempão na mesma pose (estátua), tentando não respirar (tipo disfarçando a barriguinha, sabe?), com sorriso (congelado) no rosto. Assim que o flash 'deu o ar da graça', apareceu uma moça (do nada) de mãos dadas com a Larissa dizendo que a havia pego pois ela estava indo em direção ao mar... Não entendi muito bem mas agradeci a moça e continuei curtindo a praia.

Quando fui revelar as fotos (na época ainda não tinha máquina digital), quase tive um treco... Minha máquina tirava fotos tipo cenário (ADVANTIX) e na foto em questão aparece: eu e minha cunha no meio da foto, coqueiros ao fundo, um pé e uma mão saindo do "meio" de uma onda e uma moça abaixando-se e estendendo a mão na direção daquele pezinho... Juro que minha primeira reação foi rasgar a foto pois foi ali que eu tive a real dimensão da gravidade do que tinha acontecido... A Lari não estava indo em direção ao mar, ela já está lá dentro e, o pior, tomando um super caldo!!

Refletindo depois, o que ocorreu foi o seguinte: como meu marido demorou muito para tirar a foto, deu tempo suficiente para a Larissa engatinhar, passar por trás de mim e da minha cunha e, como meu marido estava tão focado em tirar 'A FOTO', nem a viu passar. Graças a Deus tinha aquela moça por lá (aliás, tenho para mim que ela era o anjo da guarda da Lari). Bem, passado o choque inicial, decidi guardar a foto pois isso faz parte da história dela. Hoje em dia, quando mostramos esta foto para nossos amigos, todo mundo ri muito... E, como uma imagem vale mais do que mim palavras, vou escanear esta foto e mandar para você tentar descobrir "onde está WALLY, ou melhor, onde está a LARI!!"

9 comentários:

Thama Otsu disse...

Obaaaaaaaaaaaaaa!!!!!
Adorei essa idéia e amei todas as histórias!!!!!Muito legal!!!!Obrigada Ju querida e Rô que escolheram as histórias!!!Agora vou ali morrer e já volto!!!ahahahahah

Caleidoscopio disse...

Ahhhhhhhhhhh amei as histórias!!! Me diverti demais!!!!
Amei ainda mais pois tb fui escolhida!!!!!
Super obrigada Juuuuuuuuuu!
bjs,
Simone Beniste

Faby Granata disse...

Ju querida,
Um feliz Natal, que o Papai Noel lhe traga muitos presentes (rsrsrs), mais que tb traga o mais importante paz, saúde e harmonia...e que 2008 seja um ano repleto de realizações...

Um beijo, Faby

Si Alem disse...

Isso aqui tá muito divertido, dei risada com todas. Mas a do mendigo é um show a parte.
Parabéns a todas.
beijos

Tati Tinoco disse...

Ju,
Ebaaaa!! Amei as histórias todas... deve ter sido super difícil escolher!
Querida amei te conhecer esse ano e espero que em 2008 possamos fazer muitas coisas juntas! Um ótimo Natal pra vc e toda a sua família (esse ano um pouquinho maior, né?) e que o ano novo te traga muita saúde, paz, alegria, scrap e tudo mais o que vc desejar!
Super beijos
Tati
PS: amei a surpresa!!

Helô Scarantino (Lolô) disse...

JU, obaaaaa...
Tô muito feliz!! Nem acreditei quando vi meu nominho entre as histórias ganhadoras!!
Ótimo Natal e Feliz 2008!!
Bjs.

Helô Scarantino (Lolô) disse...

Ops, esqueci de falar... Publiquei a tal foto lá no meu blog!
Bjs

Marta disse...

ahahahah amei as histórias!!1
Ju quero aproveitar pra te desejar Feliz Natal e um maravilhoso Ano Novo! bjs

Julia Cotrim disse...

Muito boa esse desafio de estórias! Muito boa idéia! Amei todas elas! Beijos